Tudo que você precisa e deve saber para investir em ações

Está com dúvidas sobre investimentos? Como sabemos que este é um tema bem complexo, nesse artigo reunimos tudo que você precisa e deve saber para investir em ações com pouco dinheiro, de forma simples, clara, completa, e com bons resultados.

Curioso para saber tudo sobre investimento em ações? Pois bem!

Continue conosco e ficará sabendo como fazer as suas primeiras aplicações na bolsa de valores com toda a segurança.

AÇÕES

O que são ações

Ações são um pedaço de uma empresa de capital aberto, o qual é dividido em outros pequenos pedaços, que representam a menor parte da empresa. Para simplificar, veja a imagem a seguir!

Sendo assim, quando você compra uma ação, não está emprestando dinheiro para a empresa. Antes, você está se tornando em um acionista dessa empresa, com a porcentagem correspondente às ações que comprou. Ou seja, você será dono dessa porcentagem que comprou através de ações na bolsa de valores.

Oferta pública inicial

Uma empresa abre seu capital com objetivo de captar recursos (dinheiro) para investimentos e expansão, em vez de pegar dinheiro emprestado. Para uma empresa disponibilizar suas ações na bolsa, primeiro é necessário fazer uma IPO (Oferta pública inicial), onde possíveis investidores poderão reservar as ações disponibilizadas antes mesmo da oferta.

Dividendos

Ao comprar uma pequena parte da empresa, você recebe parte dos lucros. Geralmente os lucros repartidos são de um mínimo 25% do lucro líquido. Esse valor é depois dividido por todas as ações, pagando o correspondente a cada um dos acionistas.

O pagamento é acordado quando compra as ações. Pode ser mensalmente, trimestralmente, semestralmente. No entanto, este valor deverá ser pago aos acionistas pelo menos uma vez ao ano.

O valor dos dividendos é depositado diretamente na conta do acionista! Além disso, os dividendos não são tributados. Vale ressaltar que a empresa pode ficar até três pagamentos sem distribuir os dividendos.

Após o período limite sem pagar, os acionistas preferenciais passam a ter direito a voto, mas entenda que só são distribuídos dividendos caso a empresa tenha lucro.

Bolsa de valores e Índice

A Bolsa de valores é o local onde as ações das várias empresas são negociadas. É a partir da bolsa de valores que os investidores conseguem comprar e vender ações. No entanto, o investimento em ações não se dá de forma direta na bolsa de valores.

Para você poder negociar, precisa de trabalhar com intermediadores, como bancos, instituições financeiras ou corretoras.

O índice Bovespa é o principal indicador da bolsa, onde estão as empresas com maior liquidez! Você pode se confundir no início com Bovespa (bolsa atualmente B3) e Ibovespa (índice), mas é só lembrar da letra “i” que vai conseguir diferenciar.

MERCADO

Mercado primário e secundário

Ao abrir seu capital, a empresa faz sua primeira oferta através do IPO e essa oferta é negociada no mercado primário. Depois que as ações são negociadas e adquiridas, poderão ser negociadas no mercado secundário, onde mais de um comprador poderá adquirir a ação de quem comprou primeiro.

Simplificando, mercado primário (primeiro comprador), mercado secundário (segundo ou mais comprador). O primeiro compra diretamente da empresa, enquanto o segundo compra do primeiro comprador.

Quantidade padrão e fracionária

Grande parte das pessoas ainda acredita que é preciso ser-se rico para investir em ações. No entanto, a verdade é que não precisa de muito dinheiro para começar seus investimentos na bolsa de valores.

Desta forma, existem dois tipos de compra de ações de acordo com as quantidades a adquirir:

  • Padrão – Tem um limite mínimo de compra de 100 ações
  • Fracionária – Tem um limite mínimo de compra de apenas 1 ação
Tipos de ações

Existem dois tipos de ações: ordinárias e preferenciais. As ações ordinárias são aquelas que permitem que os acionistas votem em Assembleia. Pelo contrário, as ações preferenciais não dão direito a voto aos acionistas.

Além disso, os dividendos também tendem a ser diferentes. Geralmente, as ações preferenciais rendem mais dividendos do que as ações ordinárias.

COMPRA E VENDA

Análise fundamentalista e técnica

Antes de mais nada, é importante relembrar que quando você compra uma ação de uma determinada empresa, está comprando uma parte dela. Ou seja, se a empresa não tiver bons resultados, você também não terá lucros.

Sendo assim, não basta clicar em comprar uma ação para você lucrar com isso. De fato, é preciso fazer uma análise séria da empresa para saber se poderá ser um bom negócio, ou não.

Além disso, são vários os fatores que influenciam na variação das ações da empresa, como a sua situação e o seu valor.

São precisamente esses fatores de influência que nos obrigam a uma análise rígida antes de fazer a compra das ações.

Existem duas formas de fazer essa análise: fundamentalista e técnica.

Na análise fundamentalista, o objetivo passa por buscar saber a situação da empresa, como resultados, governança, notícias, acontecimentos, entre outros.

Já na análise técnica, o objetivo é buscar saber qual o melhor preço para fazer uma operação baseada em seu histórico de preços, preço atual, tendências, entre outros.

Não podemos afirmar que uma análise é melhor do que outra. Por isso, é importante você descobrir qual é a análise que mais se identifica com você. Poderá também mesclar as duas análises, mas com moderação.

Casas de análise

Casas de análise são empresas que publicam conteúdo relacionado ao mercado financeiro e fazem análises com profissionais certificados para desmobilizar para seus clientes. Esses relatórios são disponibilizados através de assinaturas.

Obviamente que este é um serviço que é pago, até porque existem profissionais qualificados trabalhando duro para entregarem os relatórios de análise.

No entanto, é importante estar ciente que mesmo uma casa de análise pode errar. De fato, o mercado de ações é imprevisível em determinados momentos. Claro que a maioria das vezes as casas de análise acertam em suas previsões. Mas lembre que podem errar também.

Sendo assim, nunca contrate uma casa de análise que não caiba em seu orçamento. Escolha sempre uma que se adéque ao seu bolso.

Algumas casas de análise para pesquisar, caso tenha interesse: Empiricus, Suno, Eleven, Levante.

Day Trade

O day trade é a compra e venda de ações no mesmo dia. Simplificando: comprei uma ação hoje e vendi hoje! Muitos investidores ganham e trabalham com day trade, já que as ações têm variações durante todo o dia de operação.

IMPORTANTE: Day trade é recomendado somente para investidores com bons conhecimentos, psicológico equilibrado e consciente, preparados e com muita experiência!

Taxas

As corretoras e bolsa de valores cobram algumas taxas na operação de compra e venda de ações, como emolumentos, no caso da B3, e corretagem, no caso das corretoras, mas não todas. Algumas corretoras não cobram taxa de corretagem, mas cuidado! Muitas têm algumas condições para não cobrar a corretagem.

Mesmo tendo a possibilidade de comprar uma ação, evite comprar poucas ações, busque sempre comprar pelo menos acima de 4 ações. Também escolha uma corretora que tenha uma taxa de corretagem com valor baixo. Uma boa corretora é a easyvest, onde a taxa é baixíssima!

Imposto de renda

Os investimentos em ações também são tributados! Mas calma! Não desista! Isso não significa que você vai pagar imposto! Essa tributação é de 15% sobre o lucro líquido em operações feitas depois de um dia de compra e 20% em day trade.

A tributação de 15% só é feita caso a operação ultrapasse o valor de 20 mil reais em um mês para pessoa física! Que beleza, hein?!

Caso você faça uma operação maior que o limite para ficar isento, será necessário você mesmo fazer o recolhimento para pagamento através do DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e pago até ao último dia útil do mês seguinte.

Por essa razão, você que está começando, deve evitar fazer day trade ao máximo! Lembre sempre de ter uma reserva para não precisar do dinheiro que usou para comprar ações.

OBSERVAÇÕES!

Só depois do equilíbrio

Recomendo que considere investir em ações somente quando tiver atingido o equilíbrio financeiro, já que é nesse nível que sua vida financeira está estável. Então, primeiro organize suas finanças com um orçamento, quite todas as dívidas e forme uma boa reserva de emergência.

OBS: Você não precisa completar toda a reserva para começar investindo em ações. No entanto, deverá ter, de início, no mínimo um salário, ou consumo mensal reservado! Entenda que não deixará de reserva, mas vai poder diversificar suas aplicações. Por exemplo: 70% em reserva e 30% em ações. Em números: Separado para aplicações R$300,00 – 70% = R$210,00 30% = R$90,00

Baixe Grátis: Planilha de orçamento doméstico gratuita para controle financeiro!

O que realmente pode

Assim que tiver alcançado o equilíbrio financeiro, só invista em ações com o dinheiro que não vai fazer falta! Ou seja, com o dinheiro que tem extra à Reserva de Emergência.

Você pode fazer planos de médio e longo prazo com seus investimentos, mas jamais contar com o dinheiro, pelo menos em um curto prazo. Sua reserva já serve para curto prazo, caso precise.

É importante ter as finanças organizadas dessa forma pois existem investimentos que não lhe dão liquidez diária, causando prejuízos caso tenha de retirar o dinheiro de um dia para o outro. Além disso, o valor das ações varia muito, e para fazer-se um bom negócio, é sempre bom não precisar do dinheiro para escolher a altura certa de vender.

Médio e longo prazo

Por fim, busque investir pensando em médio e longo prazo, já que ações de empresas bem analisadas e recomendadas têm grandes chances de se valorizarem ao longo do tempo. O tempo vai fazer você ganhar experiência e, depois de alguns investimentos, vai perceber que investir será natural na sua vida financeira.

Gostou? Ajude outras pessoas compartilhando!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Erick Augusto

Erick Augusto

É um jovem empreendedor que tem como missão ajudar as pessoas a mudar a sua realidade financeira por meio da educação financeira e do uso da tecnologia. Ele dedica parte de seu tempo aos estudos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Programação de Inteligência Artificial (IA).

Além das Finanças

Meu objetivo com esse blog é compartilhar minhas experiências, conhecimentos e resultados para pessoas que realmente estão dispostas a mudarem suas vidas financeiras. Só depende de você para colocar todo o conhecimento em prática!